Pesquisar em nosso conteúdo

Postagem em destaque

RESCISÃO DE CONTRATO FINALMENTE DISPONIBILIZADA NO E-SOCIAL

RESCISÃO DE CONTRATO NO E-SOCIAL A Receita Federal do Brasil (RFB) publicou ontem em seu site  a informação de que já e...

ESTUDANTES DA USP E A INOCÊNCIA

ESTUDANTES DA USP E A INOCÊNCIA
Assistimos aos fatos que contam uma história de inocência, uma triste história.

Fatos:
1º Criminalidade em alta no Campus;
2º Estudantes assustados e com medo pressionam a reitoria por mais segurança;
3º Reitoria solicita ao estado a presença da polícia militar para dar mais segurança a alunos e funcionários;
4º A polícia se faz presente, e prende dois estudantes fumando maconha;
5º “Estudantes” revoltados promovem a invasão e a ocupação de dependências da universidade como forma de pressionar a reitoria para saída da polícia;
6º Aulas paralisadas, caos, baderna, destruição de patrimônio público;
7º A justiça se manifesta ordenando a saída dos “estudantes”;
8º A polícia cumpre a ordem judicial.
Agora vamos analisar.
A mesma justiça que determina que tráfico de drogas é crime, diz que o uso não é crime, sabemos bem que quem sustenta o traficante é o consumidor, um não existe sem o outro, esta hipocrisia me faz pensar então que receptação de produto roubado também não deveria ser crime.

Os verdadeiros estudantes da USP, ainda não se deram conta de sua inocência, que estão sendo manipulados por uma minoria, que provavelmente tem interesse no afastamento da polícia, por serem vendedores ou consumidores, e como vivemos num pais onde existe democracia temos de assistir a toda esta vergonha, de quem confunde liberdade com libertinagem, de quem quer fazer valer seus direitos, desrespeitando o dos outros.

Até quando teremos de conviver com uma legislação falha cheia de brechas, que permite que assassinos saiam da prisão para matar novamente, que permite o assassinato nas estradas, que não pune, que não reeduca, seria muito bonito ver os estudantes da USP, exigirem dos gestores a reforma do judiciário, do código penal, ao invés de se manifestarem contra da prisão de usuários de droga.

Por: Sidney Edelk
 

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário, dúvida ou sugestão

Digite seu e-mail abaixo e inscreva-se


Receba nossas atualizações no seu e-mail